Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/07/17 às 13h22 - Atualizado em 1/11/18 às 11h40

Detran planeja estratégias para reduzir mortes de motociclistas

Além de campanhas educativas e intensa fiscalização, será oferecido curso gratuito de condução defensiva

(Brasília, 12/07/2017) – Na tentativa de conter os acidentes envolvendo motociclistas, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) lançará nova campanha voltada para o respeito mútuo entre condutores de duas e de quatro rodas, além de intensificar as operações de fiscalização nas vias da cidade.

Neste mês de julho, o Departamento iniciou um trabalho preventivo contra acidentes com motociclistas, por meio de um curso gratuito de mecânica e condução defensiva para motos. A intenção é romper os paradigmas sobre o desempenho dos  motociclistas nas vias e criar um clima de harmonia e compartilhamento no trânsito.

Conforme as estatísticas do Detran, 36 motociclistas morreram em acidentes de trânsito nos seis primeiros meses deste ano, 31,3% das 115 vítimas fatais registradas até junho. Um número preocupante para uma frota de 193 mil motos, que representam 11,4% do total de veículos registrados no DF, equivalente a 1.691.298.

Excesso de velocidade

O Departamento de Trânsito também está vigilante para coibir as frequentes infrações cometidas pelos motociclistas. De janeiro a junho deste ano, o órgão computou 47.462 autuações por excesso de velocidade. Em 2016, foram em torno de 107 mil e, em 2015, pouco mais de 113 mil.

A fiscalização também estará atenta a outras infrações como andar sobre passeios e calçadas, pilotar ou conduzir passageiro sem capacete, fazer retorno proibido, circular com faróis apagados, transportar carga incompatível com suas especificações, fazer malabarismo, entre outras.

O Detran alerta ainda que, durante as operações e patrulhamento, os agentes de trânsito estarão de ouvidos afiados. Serão autuadas todas as motocicletas que forem pegas circulando com escapamentos com descarga livre ou com silenciador de motor defeituoso, deficiente ou inoperante.

Segundo o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, esse trabalho visa proporcionar maior segurança aos usuários das vias e aos próprios motociclistas. “Essa categoria nos preocupa porque é muito vulnerável e está sempre exposta aos riscos do trânsito”.  

Departamento de Trânsito do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

DETRAN

SAM Lote A Bloco B - Edifício Sede do Detran/DF CEP 70.620-000 Central de Atendimento ao Cidadão: 154 (para quem está no DF) ou (61) 3120-9800 (para quem está fora do DF)