gototop
DETRAN-DF
FacebookTwitter
Vlibras Aumentar Contraste Cores Originais
Segunda, 08 Janeiro 2018

Detran registra recordes de redução na violência do trânsito, em 2017

Distrito Federal se aproxima da meta da ONU, de reduzir em 50% o número de mortes em acidentes de trânsito

(Brasília, 08/01/2018) – O Departamento de Trânsito (Detran-DF) fechou o ano de 2017 com o menor número de mortes já registrado no trânsito em toda a história do Distrito Federal, 254, de 1º de janeiro a 31 de dezembro, contra 390 no mesmo período de 2016. Uma redução de 35% na quantidade de mortes no DF em um ano.

Se considerar somente as vias urbanas, de responsabilidade do Detran e onde as velocidades são mais baixas, o número de mortes foi reduzido em 37% no último ano. Caiu de 143 vítimas, em 2016, para 90, em 2017.

Dezembro 2017

O mês de dezembro também foi recordista em menor quantidade de vítimas de acidentes no trânsito do DF. Morreram 14 pessoas. De acordo com os registros do Detran, esse foi o menor número de mortos ocorridos em 31 dias. Comparando com os 30 óbitos registrados no mesmo período de 2016, a redução foi de 37%. 

As vias urbanas também se destacaram com uma redução recorde de mortes em dezembro, o equivalente a 73%. Foram três vítimas fatais em 2017, contra 11 no mesmo período de 2016.

Recorde dos recordes

Em 22 anos de existência, a Estatística do Detran-DF registrou mais um recorde nesse último ano. Pela primeira vez o número de mortes no trânsito foi reduzido durante 13 meses consecutivos, no comparativo entre os meses dos últimos dois anos.

Essa redução vem ocorrendo de dezembro de 2016 a dezembro de 2017. O único empate foi no mês de fevereiro de 2017, quando o número de mortos foi igual a fevereiro de 2016. Até então, o máximo período de redução consecutiva de óbitos na tabela de acompanhamento mensal de acidentes, tinha sido de quatro meses.  

Operações integradas e planejadas

O diretor-geral do Detran-DF, Silvain Fonseca, atribui esse resultado ao trabalho intensivo e integrado de todas as forças do sistema de Segurança Pública do Distrito Federal. Somam-se a isso as permanentes ações educativas de trânsito realizadas no decorrer do ano, as intervenções de engenharia de trânsito para melhoria do fluxo e da sinalização, a implantação de bolsões de motos e as ações preventivas de fiscalização e patrulhamento das vias urbanas.

Durante todo o ano, o Detran, DER, PM e PRF trabalharam com operações planejadas, com o aumento de abordagens nos locais de maior incidência de acidentes e intensificaram as operações Lei Seca, impedindo que 24.425 condutores dirigissem veículos sob o efeito de álcool, em 2017. Um aumento de 70% em relação a 2016, quando foram pegos e autuados 14.358 condutores alcoolizados.

Com essas medidas, o Detran pretende manter os acidentes fatais em queda. E a partir de agora o Órgão tem mais um aliado: o drone. Com esse equipamento, o Órgão pretende combater mais efetivamente o uso do celular ao volante, avaliado atualmente como um dos piores vilões do trânsito. 

Meta da ONU

O Detran-DF trabalha com a expectativa de ultrapassar a meta determinada pela Organização das Nações Unidas (ONU), de reduzir o número de mortes em 50% na década 2011 a 2020, tornando-se um exemplo nacional contra a violência no trânsito.

Em 2011, foram registradas 465 mortes nas vias do DF. Em 2017, morreram 254 pessoas. Uma redução de 45,3%. O Detran vai trabalhar para que o Distrito Federal atinja a meta da ONU já em 2018. Para Silvain Fonseca, o resultado de 2017 é bastante positivo. “Mas enquanto houver uma morte no trânsito nós não temos o que comemorar”, afirma. 

VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Notícias Detran registra recordes de redução na violência do trânsito, em 2017
kiz numaraları when you get bored, you're looking for someone to talk to. - https://www.bahisteleri.com 2018 best betting sites. - and kaçak bahis best leakage live bet sites.