gototop
DETRAN-DF
FacebookTwitter
Vlibras Aumentar Contraste Cores Originais
Sexta, 09 Março 2018

Menos velocidade e mais vidas poupadas

Estudo estatístico em vias de Taguatinga e Águas Claras mostram sucesso da redução de velocidade

(Brasília – 9/3/2018) – Redução de velocidade em vias urbanas zera número de mortes e reduz significativamente a quantidade de acidentes com feridos. É o que mostra um estudo feito pela Gerência de Estatística do Detran/DF comparando os 12 meses antes da mudança de velocidade de cada via e os 12 meses depois. Foram analisadas as ocorrências de trânsito na Avenida das Araucárias e Avenida das Castanheiras, em Águas Claras, e na Comercial Norte, Comercial Sul, Samdu Norte, Samdu Sul e LJ2, em Taguatinga.

Em Águas Claras, as avenidas das Araucárias e das Castanheiras tiveram a velocidade reduzida de 60 km/h para 50 km/h no dia 1º de abril de 2016. Nos 12 meses antes desta data, tinha ocorrido um acidente com morte e 36 com feridos na Avenida das Araucárias, enquanto nos 12 meses depois, não foi registrada nenhuma morte e o número de acidentes com feridos caiu para 22, uma redução de 39%. Também não houve morte na Avenida das Castanheiras, e o número de acidentes com feridos caiu de 24 para 19, uma redução de 21%.

Em Taguatinga, além da redução da velocidade houve também a implantação do binário nas vias Comercial Norte e Sul, Samdu Norte e parte da Samdu Sul, no dia 5 de junho de 2016. A mudança trouxe ótimos resultados tanto para a fluidez do trânsito como para a segurança de condutores e pedestres.
Nos 12 meses antes da alteração, foram registrados três acidentes com morte e 66 acidentes com feridos na Comercial Norte e, nos 12 meses depois, não houve nenhuma morte e o número de acidentes com feridos caiu para 44, uma redução de 33%.

Na Comercial Sul, também não houve mortes e o número de acidentes com feridos caiu de 20 para sete, uma redução de 65%. Na Samdu Norte, não houve mortes e a quantidade de acidentes com feridos reduziu 61%, caindo de 69 ocorridos no ano anterior para 27 no ano posterior à mudança.
A Avenida Samdu Sul foi a única que registrou uma morte após a alteração de sentido e velocidade, mas o acidente ocorreu na parte da via que continua com a circulação em sentido duplo, no cruzamento da CSD 2 com a QSD 13. Já em relação ao número de acidentes com feridos, houve uma redução de 20%, caindo de 30 para 24 acidentes entre junho de 2016 e junho de 2017.

Outra via que registrou queda no número de acidentes com feridos e mortos após a redução de velocidade foi a Via LJ2, em Taguatinga Norte. Em 29 de agosto de 2016, a via teve sua velocidade máxima reduzida de 60 km/h para 50 km/h e o número de mortes foi zerado nos 12 meses seguintes, enquanto no ano anterior duas pessoas tinham morrido no local. A quantidade de acidentes com feridos despencou de 22 para nove, uma redução de 59% em relação aos 12 meses antes da mudança.

Para o diretor-geral do Detran-DF, Silvain Fonseca, as ações baseadas em estudos e na legislação mostram que as medidas somam cada vez mais para a redução: “cabe também à sociedade a mudança de comportamento. No trânsito, o respeito tem que ser mútuo e o maior deve proteger o menor”.

VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Notícias Menos velocidade e mais vidas poupadas
kiz numaraları when you get bored, you're looking for someone to talk to. - https://www.bahisteleri.com 2018 best betting sites. - and kaçak bahis best leakage live bet sites.