Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/09/17 às 14h13 - Atualizado em 1/11/18 às 11h40

Autuações por uso do celular ao volante aumentam 20%

Em média, são multados 186 condutores por dia pelo uso do celular enquanto dirigem

(Brasília, 27/09/2017) – De acordo com dados do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), de janeiro a agosto de 2017, foram autuados 45.228 condutores pelo uso do celular durante a direção do veículo. No mesmo período do ano passado, foram registradas 37.639 infrações desse tipo. Isso representa um aumento de 20,16% no número de autuações. Em média, são flagrados diariamente 186 condutores falando ou manuseando o celular. Os dados são decorrentes da intensificação das ações de fiscalização.

Segundo a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), o uso do celular ao volante é a terceira maior causa de mortes no trânsito. O uso do aparelho prejudica a atenção do condutor, a percepção periférica do ambiente e o tempo resposta diante de uma ocorrência súbita no trânsito. De acordo com o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, o uso do celular na direção de veículo é tão preocupante quanto à ingestão de bebida alcoólica.

Penalidade

Desde novembro de 2016, com a alteração no Código de Trânsito Brasileiro, houve mudança na natureza da infração, passando de média a gravíssima. Antes a penalidade era multa de R$ 85,13 e quatro pontos na CNH, atualmente, o condutor flagrado utilizando o celular recebe multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira de Habilitação.

Pare de Dirigir Teclando

Desde o ano passado, o Detran promove a campanha Pare de Dirigir Teclando. A ideia é chamar a atenção da população sobre o risco de manusear o celular enquanto dirige. Além de ações de conscientização, é realizada a distribuição do adesivo, idealizado por integrantes de motoclubes de Brasília.

 

Departamento de Trânsito do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

DETRAN

SAM Lote A Bloco B - Edifício Sede do Detran/DF CEP 70.620-000 Central de Atendimento ao Cidadão: 154 (para quem está no DF) ou (61) 3120-9800 (para quem está fora do DF)