Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/06/16 às 20h08 - Atualizado em 1/11/18 às 11h42

Detran encerra Maio Amarelo e mantém as ações de conscientização

Mais de 450 ações foram realizadas em maio, atingindo mais de 63 mil pessoas

Com o intuito de somar ao movimento internacional Maio Amarelo e trabalhar para a conscientização da sociedade sobre a cidadania no trânsito e o respeito à vida, o Detran-DF, em parceria com o DER, PRF, PMDF, CBMDF, UnB e Secretarias de Cultura e de Educação, foi às ruas durante todo o mês de maio, com mais de 450 ações educativas e de fiscalização de trânsito.

As ações compreenderam atividades educativas em escolas, parques, vias e órgãos públicos e privados. O movimento abriu espaço para novos projetos como o Cine Detran – Mobilidade Urbana nas Escolas do DF, que levou ao Cine Brasília 2.762 estudantes de diversas instituições de ensino para assistirem o documentário Bike vs Carros, de Fredrik Gertten.

Aderiram também ao propósito do movimento grupos de motociclistas, de ciclistas e comunidades estudantis a exemplo da UnB, que criou o espaço Maio Amarelo, destinado às atividades do movimento como exposição, palestras, apresentação de teatro e exibição de filmes sobre trânsito.

Fiscalização e educação
Durante o Maio Amarelo, o Detran e o DER, com o apoio da PMDF, realizaram 310 operações de trânsito tipo blitz, nas diversas regiões do DF, autuaram 1.060 condutores que dirigiam após o consumo de bebida alcoólica e apreenderam 1.523 veículos. No total, foram registradas 41.660 infrações, sem considerar as multas ainda em processamento.

Já as 145 atividades educativas, realizadas pela Diretoria de Educação de Trânsito, com o apoio dos órgãos parceiros, atingiram um público estimado em 63 mil pessoas. As ações incluem palestras, abordagens, blitzes educativas, atividades em escolas, empresas, órgãos públicos entre outros.

Para reforçar o apelo de respeito ao pedestre, o mais atingido pela violência do trânsito, o Detran-DF revitalizou neste ano 870 faixas de pedestres, além de realizar campanhas permanentes sobre a preferência do cidadão na faixa.

De janeiro a maio, foram registradas 54 mortes de pedestres, ou seja, 35% do total de vítimas fatais em 2016, 154 mortos. Destes, 39 ocorreram no mês de maio. O número preocupa o Detran, que está desenvolvendo estudos para detectar as causas que vêm favorecendo este aumento indesejável nas estatísticas de trânsito do DF.

Um dos fatores observados é de que as mortes estão ocorrendo, principalmente, nas vias que cortam a cidade e que têm velocidades mais elevadas. Nas vias urbanas o Detran tem conseguido estabilizar o número de mortes com a redução da velocidade, a exemplo de Águas Claras e Taguatinga.

Maio Amarelo 2016:
Estatística
39 – Mortes em acidentes de trânsito em maio
154 – Mortes de janeiro a maio de 2016
160 – Mortes de janeiro a maio de 2015

Policiamento de trânsito
310 – Operações de trânsito tipo blitz (Dirpol)
1.257 – Patrulhamentos com abordagens (Dirpol)
1.060 – Condutores autuados por alcoolemia ou substância psicoativa (Dirpol)
1.523 – Veículos apreendidos (Dirpol)

Educação de trânsito
58 – Ações educativas de trânsito (Direduc/Dirpol) = 50.810 público atingido
87 – palestras sobre trânsito = 12.309 público atingido

Engenharia
870 – faixas de pedestres foram pintadas de janeiro a maio
4.021 – placas de sinalização implantadas de janeiro a maio

Departamento de Trânsito do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

DETRAN

SAM Lote A Bloco B - Edifício Sede do Detran/DF CEP 70.620-000 Central de Atendimento ao Cidadão: 154 (para quem está no DF) ou (61) 3120-9800 (para quem está fora do DF)