Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/01/16 às 12h40 - Atualizado em 1/11/18 às 11h42

Detran intensifica fiscalização e reduz mortes de motociclistas

Mesmo com o aumento de 6% na frota de 2015, o número de vítimas fatais caiu 13,5% em relação a 2014

Uma frota de 266.960 motocicletas, 105.125 autuações e 83 mortos. Assim terminou o ano de 2015 para os veículos de duas rodas que circulam no Distrito Federal. Mesmo com o aumento de 6% na frota de 2015, o número de vítimas fatais caiu 13,5% em relação a 2014, quando morreram 96 motociclistas.
De acordo com os dados do Detran-DF, os acidentes envolvendo motos não atingem somente os motociclistas. Em 2015, dos 110 pedestres mortos em vias urbanas e rodovias que cortam o Distrito Federal, 21 foram vítimas de atropelamento por motocicletas. Ainda foram vítimas de acidentes com motos 11 passageiros, quatro ciclistas e um condutor de veículo.
Falta de habilitação
Conforme avaliação da fiscalização de trânsito do Detran-DF, de cada 10 motociclistas abordados em blitz, quatro não possuem habilitação para pilotar motos. Esse foi o principal motivo da apreensão de 5.158 motocicletas nos depósitos do Detran em 2015.
Também são comuns infrações como a falta de equipamentos obrigatórios, transitar em local proibido, não respeitar limites de velocidade e dirigir alcoolizado.
Segundo as estatísticas do Detran-DF, em 2015 os motociclistas representaram 25% dos mortos em acidentes de trânsito no DF. É um número que preocupa o órgão se for levado em consideração que as motocicletas representam apenas 16,5% do total da frota.
Em função disso, o Detran-DF, com a Polícia Militar do DF e o DER (Departamento de Estradas de Rodagem), intensificaram as operações de fiscalização voltadas para a redução de acidentes de trânsito envolvendo motociclistas.

Departamento de Trânsito do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

DETRAN

SAM Lote A Bloco B - Edifício Sede do Detran/DF CEP 70.620-000 Central de Atendimento ao Cidadão: 154 (para quem está no DF) ou (61) 3120-9800 (para quem está fora do DF)