Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal

Mulheres conduziam veículos em 11% dos acidentes fatais no DF

Elas também representaram 18% das vítimas mortas nas vias do DF em 2021

 

Zélia Ferreira

 

(Brasília – 8/3/2022) – Apesar de representar, atualmente, 40% do universo de condutores habilitados no Distrito Federal (722.622), as mulheres continuam sendo minoria entre os condutores que se envolvem em acidentes fatais. Em apenas 11% das ocorrências (25), registradas em 2021, eram mulheres quem estavam na direção do veículo, de um total de 265 condutores envolvidos em acidentes que resultaram em morte. Os dados fazem parte de um estudo estatístico (Informativo Fatal – Mulheres 2021), divulgado pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal por ocasião do Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de março.

 

Elas também são minoria entre as pessoas mortas em acidentes de trânsito: das 168 mortes contabilizadas em 2021, 31 eram do sexo feminino, representando 18% dos óbitos. Outras 135 vítimas eram do sexo masculino e duas não tiveram o sexo informado. Dentre as 31 mulheres que perderam a vida nas vias do DF, 15 eram pedestres (48%), oito passageiras (26%), uma motociclista, uma ciclista e seis conduziam outros tipos de veículos. Entre as mulheres mortas em 2021, 55% tinham idade a partir de 50 anos (17), 19% tinham entre 30 e 39 anos (6) e duas vítimas eram menores de 11 anos.

 

Motociclistas

 

Em 2021, 722.622 mulheres estavam habilitadas no Distrito Federal, representando 40% do universo de condutores registrados no Detran-DF. Deste total, 65.528 (9%) são habilitadas para conduzir motocicletas e uma delas se envolveu em acidente fatal. A maioria das condutoras envolvidas em acidentes com morte eram habilitadas na categoria B (19), uma na categoria D e outra com categoria não informada.

 

Tipos de vias

 

A maioria das mortes (19) ocorreu em rodovias federais e distritais e 12 em vias urbanas – que são as vias internas das cidades. As regiões administrativas que registraram mortes em suas vias internas foram: Taguatinga (2), Ceilândia (2), Brasília (2), Samambaia (2), Paranoá (1), SIA (1), Guará (1) e Riacho Fundo (1).

 

Em relação às rodovias, a BR 251 e DF 140, ambas em São Sebastião, foram as que registraram maior número de mulheres mortas em 2021, sendo duas vítimas em cada uma. As 15 demais mortes ocorreram uma em cada rodovia ou trecho de rodovia.

Departamento de Trânsito - Governo do Distrito Federal

DETRAN-DF

SAM Lote A Bloco B - Edifício Sede do Detran/DF CEP 70.620-000 Central de Atendimento ao Cidadão: 154 (para quem está no DF) ou (61) 3120-9800 (para quem está fora do DF)